China fará chover em área três vezes o tamanho da Espanha

A China desde 2013 vem criando 55 bilhões de toneladas de chuva artificial todo ano. O país possui o seu maior projeto de produção de chuva de todos os tempos. As autoridades chinesas anunciaram neste mês que pretendem forçar a chuva e a neve em mais de 1,6 milhão de quilômetros quadrados, área aproximadamente três vezes maior que a da Espanha.

 

© Rick Stevens / Reuters

De acordo com relatos o governo usará a nova tecnologia militar de alteração do clima desenvolvida pela estatal China Aerospace Science and Technology Corporation. O país planeja construir dezenas de milhares de câmaras de combustão nas encostas tibetanas. Estas câmaras queimarão um combustível sólido, o que resultará em um borrifo de iodeto de prata ondulando em direção ao céu.

“Mais de 500 queimadores foram instalados em encostas alpinas no Tibete, Xinjiang e outras áreas para uso experimental. Os dados que coletamos mostram resultados muito promissores ”, disse um pesquisador anônimo ao Morning Post. “Às vezes a neve começava a cair quase imediatamente depois que acendemos a câmara. Foi como estar no palco de um show de mágica ”, disse ele.

O planalto tibetano é vital para o abastecimento de água para grande parte da China e uma grande área da Ásia. Suas geleiras e reservatórios alimentam os rios Amarelo, Yangtze, Mekong e outros grandes rios que correm pela China, Índia, Nepal e outros países.

Pulverizadas de aviões, as partículas fornecerão algo para a passagem do vapor de água para se condensar, formando nuvens. Aquelas nuvens trarão a chuva. Uma única câmara de semeadura de nuvens poderia criar uma faixa de nuvens cobrindo uma área de 5 km.

Tradicionalmente, o processo de “rainmaking” ou “semeadura de nuvens” significa produtos químicos de lançamento de foguetes em nuvens que aceleram a criação de cristais de gelo que eventualmente se tornam chuvas. A China também usa aeronaves militares para esses fins. Fazer chuvas também é uma forma popular de “limpar” o ar na China, onde a poluição pesada é um grande problema para muitas cidades.

A prática de modificação do clima tornou-se mais frequente em todo o país nos últimos anos, inclusive para grandes eventos públicos. Em 2008, a China lançou mais de 1.100 foguetes contendo iodeto de prata nos céus de Pequim antes da cerimônia de abertura das Olimpíadas para dispersar as nuvens e manter as Olimpíadas sem chuva. Pequim tem um “plano de desenvolvimento” para a modificação do clima até 2020.

Fonte: https://www.rt.com/business/423508-china-project-forces-rainfall/

Compartilhe

Comentários